ATUALIZADO (12/09): Mad Town processa a GNI Entertainment para acabar contrato exclusivo

Mad Town apresentou uma ação judicial contra a GNI Entertainment.
Segundo alguns insiders, todos os 7 membros recentemente apresentaram o cancelamento de seu contrato exclusivo com a agência no Tribunal Central de Seul. Se tudo correr bem, o cancelamento será decidido no final deste mês.

O CEO da agência havia sido preso por fraude no início deste ano, e toda a equipe da agência havia desertado da empresa. Por isso, os membros do Mad Town não conseguiram fazer nada nesse ano.

Também foi relatado que Jung Si Hyun, que estava no "Produce 101" como trainee da GNI Entertainment, conseguiu deixar a empresa para se juntar a outra.


Advogado do Mad Town revela detalhes sobre ação judicial contra a GNI Entertainment

No dia 12 de setembro, o advogado do grupo, Sun Jong Moon do escritório de advocacia Sun and Partners, revelou:
Mad Town não está recebendo recursos financeiros, materiais ou humanos de sua agência. Não há funcionários na agência, nenhum site oficial e o espaço de escritório foi vendido. Os membros do Mad Town não têm transporte, manager ou dormitório. Isso torna impossível para eles fazerem atividades e não promovem desde o último álbum [lançado] em junho de 2016.
O advogado Sun continuou falando sobre o caso do Mad Town, dizendo:
Quando eles estavam prestes a crescer como um grupo, foram forçados a trocar de agência, eles estão agora em uma situação difícil, onde eles não podem realizar nada. Eles estão sofrendo por causa disso. Como seu contrato atual ainda está em pé, Mad Town não pode solicitar ajuda ou assinar com outra agência.
No ano passado, o Mad Town foi transferido da J.Tune Camp para o GNI Entertainment após o fechamento da antiga agência.

Fique ligado para mais notícias sobre o caso do Mad Town!

Esperamos que tudo dê certo para o Mad Town e que eles encontrem outra agência para poder voltar a alegrar os fãs!

Fonte: (1)(2)