2NE1: O fim de uma Era


Peço, tristemente, desculpas à 2014. Pois não foi fácil segurar a barra de 2016. 
Na manhã do dia 25 de Novembro de 2016, até mesmo naquela madrugada, os Blackjacks acordaram agitados e, sem excessos, chorando devido a declaração dada pela YG Entertainment informando sobre a dissolução oficial do 2NE1.  
Novamente, um grupo bom, sólido e marcante desmoronou devido a diversas circunstâncias, inclusive, o congelamento vindo da própria empresa. 

Não era de agora que pudemos perceber o distanciamento do grupo. Quando foi a última vez que elas promoveram juntas oficialmente? Em 2014? Havia algo de muito errado ali, como um grupo tão grande e poderoso poderia estar há tanto tempo sem dar sinal de vida? Tudo bem um hiatus, é necessário à qualquer grupo para que possam descansar e voltar renovados. Mas um hiatus onde nem sabíamos por onde andavam as membros? A Bom desapareceu do mapa por muito tempo, fazia tanta falta aos fãs que o humor negro começou a vir a tona. Piadinhas sobre seu desaparecimento da mídia eram constantes. Chegava a ser trágico. 

Só não via quem não queria. Nos últimos dois anos o foco era completamente voltado para a líder, a explosiva CL. Conquistando cada vez mais seu espaço como solista, e almejando o mercado americano, creio que CL tinha pouca, ou nenhuma, vontade de voltar a promover com o 2NE1. Afinal, porque continuar a depender do "encaixe" das outras três integrantes, se ela podia arrasar sozinha? Gente, vamos combinar, essa mulher consegue chegar ao mesmo nível do 2NE1 sozinha.

Mas claro, não há como, e nem podemos, esquecer que elas eram um grupo. Uma família talvez. Faziam tudo juntas. Treinavam juntas, comiam juntas, compartilhavam coisas e sentimentos. E sonhos. Ah, os sonhos! De conquistar a Coreia do Sul, a Ásia, o mundo! De serem o girlgroup número 1 da nação. E óbvio que elas possuíam, e ainda possuem essa capacidade, porém, agora isto dever ser feito com outros métodos. Não devemos nunca esquecer de que tudo o que elas conquistaram, o lugar onde elas estão hoje, tudo foi através do trabalho em equipe, do suor e das lágrimas das quatro. Todas elas, juntas, perseguindo um único objetivo. 

Penso que deve ter sido difícil para CL ter que liderar tão jovem, e ainda por cima duas integrantes bem mais velhas do que ela. Este foi o pico da sua demonstração de responsabilidade. Na Coreia, em geral, os mais velhos sempre lideram os mais novos, neste caso, Bom deveria ser a líder. Mas não foi. E imagino que todos nós sabemos a razão. 

Não basta ter idade para ser um líder, é preciso responsabilidade, ter consciência de que há outras pessoas dependendo de você, ter paciência com os membros, e ter um psicológico muito bem treinado para suportar a pressão. Há pessoas que são líderes natos. Pessoas que no simples fato de falar algo, já conseguem tomar a frente e liderar, sem nem ao menos saber como aconteceu. São pessoas que nasceram para isso. E CL, sem dúvida, é uma delas. E creio que o Papa YG sabia disso. 

Por isso, em nenhum momento podemos julgar o foco excessivo em CL como o fator predominante para o término do grupo. Embora isto deva ter contribuído, de alguma maneira. O fato é que o grupo já estava se desmantelando havia tempos. Por uma série de causas pessoais a YG decidiu congelar o grupo. A tal ponto, que na última apresentação delas, no MAMA 2015, enquanto os fãs iam à loucura com o reaparecimento de Bom, hoje provavelmente se culpam por não terem sequer imaginado que aquela seria a última apresentação de Minzy. Outra perda terrível... Fighting bias! 

O fato do grupo ter ficado inativo por tanto tempo era suspeito. A esperança era que "mas o BIGBANG ficou em hiatus por 3 anos e voltou!", bem a cara da YG. A marca registrada. Congelar os mais antigos, para focar nos rookies. Lindo! É fácil descontar na empresa, huh? 

O que me pegou de surpresa foi o fato de Bom não renovar o contrato. Ficamos muito atordoados. Mas por que CL e Dara renovaram e Bom não? Porque não era de interesse de ambas as partes. Deveria haver, em algum ponto ali, uma lacuna que não fora preenchida. Algo entre Bom e a YG que não estava bem. Deve haver um motivo plausível. Mas não cabe a nenhum de nós julgar ou tentar adivinhar. O que foi feito, está feito. Bom certamente fez sua escolha. E ao seu ver, provavelmente foi a melhor a ser feita, assim, nos resta torcer por ela e aguardar um comeback

O que nos resta agora é a saudade e os MVs antigos para assistir. O fim de um dos grupos mais consagrados do K-pop, as donas do "I Am The Best", o hino de uma geração toda, mexeu com o psicológico de muitos. Porém, era um acontecimento que já era esperado, mas que ninguém estava pronto para ele. Enfim, sucesso para as 4 novas solistas, porque elas realmente merecem! 

Editorial InspireKpop #1
Autora: Letícia

Receba as notícias por e-mail
Enviaremos as melhores notícias da semana para você.