Cube Entertainment pretende reter lucros feitos através da marca "BEAST" de seus membros?


Numa recente publicação compartilhada em uma plataforma online, os Beauty (fandom do BEAST) parecem ter entrado numa grande discussão perante nova descoberta sobre o registro da marca BEAST.

Supostamente, um fã descobriu e compartilhou que a Cube Entertainment acabou de registrar o nome BEAST como uma mercadoria, ou produto comercializável, em 3 áreas - álbuns musicais, publicidade, e ganhos em apresentações. De acordo com as provas partilhadas pelo fã, o registro do nome do BEAST como uma mercadoria vai de 2015-16 até 2026.

Os fãs afirmam que no caso do BEAST decidir não renovar seu contrato com a Cube Entertainment, então devido ao registro acima mencionado, os membros do grupo não poderão receber qualquer renda feita em vendas de álbuns, publicidade ou ganhos com performances, a não ser com músicas compostas por eles mesmos. Ainda mais, os fãs suspeitam que o BEAST não poderá usar o nome do grupo fora da Cube Entertainment, incluindo apresentações com músicas gravadas como BEAST.

Além do fato de que o grupo pode não receber o devido pagamento dos lucros que obtiveram pela empresa caso decidam não ficar, os fãs exigem saber porque o nome do grupo foi só agora registrado, sendo que eles debutaram em 2009.

Outros internautas notaram que uma situação semelhante ocorreu no caso do 4minute, cujo nome foi registrado como uma mercadoria em Janeiro de 2015.

Acham que essa suspeita seja verdade?


Tradução: André
Edição:Tiago
Fonte: (1)
Cube Entertainment pretende reter lucros feitos através da marca "BEAST" de seus membros? Cube Entertainment pretende reter lucros feitos através da marca "BEAST" de seus membros? Reviewed by Tiago Oliveira on 09:30:00 Rating: 5

Nenhum comentário