Lado de Kim Hyun Joong afirma que ele teria ganho tanto dinheiro quanto Song Joong Ki se não fosse pelo escândalo de gravidez


O Advogado de Kim Hyun Joong afirmou ontem no tribunal que sua ex-namorada, Choi, causou um enorme prejuízo financeiro ao cantor e ator.

Na primeira audiência realizada ontem, 03 de junho, sobre a reivindicação de ₩1.600.000.000 (aproximadamente 1,3 milhões de dólares) entre Kim Hyun Joong e Choi, sua ex-namorada e mãe de seu filho. O advogado do réu, Kim Hyun Joong, chamou duas testemunhas: O Sr. Yang, CEO da Keyeast Entertainment (agência do ator) para explicar os danos que Kim Hyun Joong sofreu por causa do escândalo. A segunda testemunha, referido como "L", foi chamado para falar sobre as alegações de aborto de Choi (que teria sido causado pelo assédio).

O Sr. Yang afirmou: "Eles dizem que a estrela da Hallyu, Song Joong Ki ganhou algo na casa dos trilhões de wons, e se não fosse pelo escândalo de “A” (referindo-se a Choi), havia potencial para Kim Hyun Joong ter conseguido ainda mais do que isso”.

O Sr. Yang explicou que entre o primeiro artigo de "D" (referindo-se ao site de notícias Dispatch) sobre Choi processando Kim Hyun Joong por agressão em 22 de agosto de 2014 KST e 02 de setembro de 2014, quando Kim Hyun Joong foi questionado pela polícia, 1.690 artigos foram escritos pela mídia.

Ele continuou: "O réu sabia que, se a questão não fosse resolvida, seria pior. Eu vi o réu tremendo de medo. Assim, 20 dias após o artigo sobre o assédio, ele deu 600 milhões de won para Choi como indenização”. O Sr. Yang explicou: "Os danos causados ​​por cancelamentos de contratos, entre outras coisas semelhantes, atinge a casa dos bilhões porque a gravidez e a acusação de assédio foram reveladas para a mídia".

O Sr. Yang também revelou, "Nós ficamos sabendo da acusação de assédio através do primeiro artigo exclusivo o da mídia 'D' (Dispatch) em 2014. Liguei para 'D', que estava preparando artigos ainda mais sugestivos. Eu disse ao chefe de departamento da empresa de 'D': “Por que você está relatando somente após ouvir lado dela e nenhum dos nossos?  Será que você só vai parar se Hyun Joong se suicidar por causa dos artigos unilaterais?", e o chefe do departamento disse: “O que saiu é apenas a ponta do iceberg; temos mais informações”.

Ele continuou: "Muita coisa foi dita, mas em suma, era sobre a gravidez, as acusações de assédio e aborto, e ele disse que ele tinha uma enorme quantidade de material e que seria melhor se um acordo fosse feito rapidamente".

O representante legal de Kim Hyun Joong, advogado Lee Jae Man, declarou: "Por cerca de três anos foram revelados vários artigos sobre o processo, gravidez, e a acusação de assédio, Kim Hyun Joong foi fatalmente danificado. Os gastos de 300 milhões de wons (aproximadamente 253.000 dólares) como garantia para o concerto no México e concerto de Bejing, uma perda de 600 milhões de wons (cerca de 506.000 dólares) pela perda de um contrato como modelo, o cancelamento de sua aparição em um drama chinês de 16 episódios, ele sofreu danos na casa dos bilhões de won”. ele acrescentou: "a autora sabia que, como ele é uma celebridade, a notícia iria fatalmente prejudicar a sua carreira”.

"L" foi chamado como testemunha no que diz respeito ao abordo espontâneo de Choi, e alegando que ele/ela a viu bebendo álcool no período entre 30 de Maio e 2 de Junho, 2014, quando Choi disse ter feito a cirurgia após o aborto.
"L", disse: "'A' parecia muito feliz e não haviam hematomas em seu corpo. Como o meu amigo é fã de Kim Hyun Joong, eu também conhecia o rosto da namorada dele. Enviei um e-mail para o advogado do réu para dizer que queria ser uma testemunha, porque eu vi ela e como ela estava durante a época em que ela afirma ter sido agredida e ter tido um aborto espontâneo”.

O advogado de Choi disse que Choi estava vestindo roupas de cores diferentes do que a testemunha afirmou que ela usava naquele dia. Além disso, Choi voltou para casa no dia 2 de junho. O advogado questionou se "L" realmente a tinha visto, já que outras pessoas viram os hematomas no braço de Choi naquela época.

O juiz disse que o tribunal irá chamar a autora para interrogatório em 8 de julho, e em seguida, o réu e, se necessário, serão chamados juntos.


Em abril de 2015, Choi entrou com uma ação contra Kim Hyun Joong por indenização no valor de 1,6 bilhão devido a danos físicos e psicológicos.

Tradutor: Lina Miramel
Revisão: Guilherme Pires
Fonte (1)