Canal de notícias coreano teme que os “webtoons” estejam causando “homossexualidade” e “AIDS” nos adolescentes



Esse post faz parte de uma série de notícias sobre o movimento LGBT na Coreia do Sul, esse em questão, traz a tradução de uma notícia que foi ao ar no mês passado com alguns comentários irônicos que representam a opinião dos repórteres sobre o assunto. 


O conservador canal de notícias TV Chosun transmitiu, recentemente, uma reportagem sobre como a homossexualidade tem aumentado entre os adolescentes na Coreia. Como se poderia esperar de uma fonte de notícias coreana de direita, estava cheia de estereótipos bem como comentários desagradáveis e de mau gosto sobre AIDS. Cruzei-me com o segmento há alguns dias atrás e tentei transcrevê-lo, mas não pude fazer o “ridiculamente exagerado estilo (coreano) ” com total justiça. Com sorte para todos nós, o "Kimchi Queen" fez uma tradução completa. Pode-se ler tudo neste blog* (em inglês).




NOTA: Atenção para o tom irônico com que é comentada a reportagem traduzida.

Antes do conteúdo propriamente dito sequer começar os repórteres avisam-nos dos perigos da homossexualidade e fazendo ligações falsas com os aumentos de infecções de AIDs na Coreia.


Hoje nas notícias,  percebemos como a homossexualidade tem aumentado entre os jovens, o assunto chocante que até agora tem sido somente considerado como um problema em outros países. Em todo o mundo, o número de pessoas infectadas com AIDS tem diminuído, mas só no nosso país este número tem aumentado. Especificamente, o número de pacientes superou os 10,000 e a taxa de adolescentes e indivíduos nos seus 20 anos são as razões por detrás deste aumento. Enquanto a patologia da infecção de AIDS é controversa, se olharmos para a Coreia em 2016, vemos que os clubes continuam a ser operados por homens gay pelas cidades e na internet é muito fácil chegar a quadrinhos/webtoons que focam a homossexualidade.

Sim, é verdade, pais. Enquanto vocês se preocupavam que o tempo gasto pelos seus filhos na internet com leituras de webtoons poderia causar-lhes problemas na visão e em sua vida social, vocês não enxergaram o problema real com a saúde de seu filho. Ele poderia contrair a doença gay! Felizmente para vocês, o nosso adorável e corajoso repórter Park Sang-hyun tem passado tempo com os "homens gay" para que eu reconheça os sinais e proteja o seu filho desta horrível doença.

A reportagem começa com algumas imagens de câmaras escondidas num clube noturno gay em Itaewon onde estão alguns dançarinos masculinos fazendo uma "dança feminina" de apoio para uma apresentação de ‘drag’ (artistas performáticos que se travestem), ou como o nosso forte e de confiança repórter o põe, um "homem usando maquilhagem e com um longo cabelo [que] foi tão longe ao ponto de vestir-se como uma mulher".

Depois disto, são nos mostrados atos realmente horríveis e chocantes como homens dando as mãos e a entrelaçarem os braços uns com os outros. A certa altura um homem até toca no cabelo de outro homem, pelo amor de Deus! Quero dizer, como é que este tipo de comportamentos indecentes, chocantes e moralmente falidos puderam ser transmitidos na TV estão além da minha compreensão.
O horror

Ouvimos então o testemunho de um pobre taxista que por vezes conduz homens gays. Eles tentam ser discretos com as demonstrações de afeto um com o outro, e por vezes são bonitos o que o deixa um pouco confuso. É tudo muito difícil para ele (taxista).

Se isto não é um assédio às suas fibras morais, o nosso sempre corajoso e nobre repórter Park desvenda, então, as chocantes maneiras como os jovens estão sendo expostos ao "Perigo da Homossexualidade". Nas escolas coreanas, possivelmente neste preciso momento, existem adolescentes que...

(Preparem-se)

...estão abraçando outros adolescentes do mesmo sexo. Em alguns casos, eles até se abraçam por trás. Numa escola haviam tantos como 4 ou 5!

E se esta chocante depravação não fez com que você desmaiasse de horror, mesmo alguns dos adolescentes que não participam desta verdadeiramente horrível demonstração de afeto, têm uma alarmante e 'laissez-faire' (deixe fazer) atitude perante o conceito de atração entre o mesmo sexo (em outras palavras, são a favor).

Quando questionados sobre os acima mencionados 'webtoons' que causam AIDS, um rapaz diz: "Vai mais além do que você imagina, mas não é nada nojento ou algo do gênero. Se não quer ler, então não leia”.
Se isto não é lavagem cerebral liberal, eu não sei o que é.
Aposto que a maioria deles são japoneses

Ao encerrar a reportagem, o nosso equilibrado e bem informado repórter Park Sang-hyun pede-nos para que não questionemos se esta reportagem pode ser, de alguma maneira, digamos, homofóbica ou, possivelmente, com argumentos pesados em relação aos direitos dos homossexuais, mas para nos focarmos sim nas pobres crianças e como a homossexualidade está se “infiltrando nas mentes dos nossos jovens".

Enquanto alguns podem questionar o 'timing' desta reportagem, eu, pessoalmente, estou convencido de que não tem nada a ver com maio ser o mês em que os organizadores da 'Seoul Pride' (dia do orgulho gay coreano) angariam fundos e procurarem permissão para organizar o festival. Um festival que tiveram que lutar com unhas e dentes no ano passado para seguir em frente.
Olhem esse gays se divertindo. Que atrocidade.

Pensem em nossas crianças!

Tradução: André
Edição: Tiago
Fonte: (1)
Canal de notícias coreano teme que os “webtoons” estejam causando “homossexualidade” e “AIDS” nos adolescentes Canal de notícias coreano teme que os “webtoons” estejam causando “homossexualidade” e “AIDS” nos adolescentes Reviewed by Tiago Oliveira on 11:26:00 Rating: 5

Nenhum comentário