Choi Eunbin (Produce 101) é acusada de violação de contrato e fraude


Choi Eunbin do programa “Produce 101″ da Mnet está envolvida num conflito legal.
A GM Music, companhia da banda feminina 'Black Swan', apresentou queixas contra a antiga 'trainee' de “Produce 101″ na Procuradoria Geral do Distrito Sul de Seul por violação de contrato e fraude.
De acordo com a GM Music, Choi Eunbin visitou a companhia com a Trainee 'A', dizendo que queria fazer parte das 'Black Swan', que tinham debutado no começo do ano. No entanto, Choi Eubin já tinha assinado um contrato de exclusividade com a Nextar Entertainment em 2012. Ela se defendeu perante a GM Music, dizendo que estava com a companhia há quatro anos e não via qualquer esperança de lançar alguma música ou debutar, antes de aparecer no programa “Produce 101”. Eunbin apareceu no programa como uma ‘trainee’ afiliada com a Nextar Entertainment mas na verdade recebia apoio da GM Music. Depois da sua presença no programa, Choi Eunbin não conseguia ser contatada. A GM Music explicou:

Decidimos apresentar uma queixa porque acreditamos que a Choi Eunbin não tinha intenções de se juntar às Black Swan ou terminar o contrato com a sua companhia.

No entanto, a Nextar Entertainment disse a 20 de Abril que estavam perplexos com as notícias de acusação contra Choi Eunbin e que terão de examinar com mais atenção para confirmar os detalhes.

Um representante da Nextar Entertainment comentou:

Nós não sabemos que apoio foi dado [pela GM Music] enquanto ela aparecia no ‘Produce 101’. Tudo desde compras, treino e ‘manager’ eram providenciadas pela Nextar Entertainment e não há problemas com o contrato de exclusividade, por isso não sabemos porque é que este tipo de notícias têm sido espalhadas.

A Nextar Entertainment concluiu dizendo que terão que entrar em contato com a Eunbin para esclarecer a situação.

Qual a sua opinião sobre a notícia?

Tradução: André
Fonte: (1)
Choi Eunbin (Produce 101) é acusada de violação de contrato e fraude Choi Eunbin (Produce 101) é acusada de violação de contrato e fraude Reviewed by Lázaro Daniel Debus Hoffmeister on 13:21:00 Rating: 5

Nenhum comentário